Devo me candidatar a uma vaga não destinada para pessoas com deficiência?

Cada vez mais, a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho vem sendo discutida, parte disso pela obrigatoriedade imposta pela chamada Lei de Cotas (art. 93 da Lei nº 8.213/91) e subsequentes, mas também pelos ótimos resultados que a inclusão e diversidade têm gerado para as empresas.

Diante deste novo cenário, um assunto tem gerado muita discussão entre as pessoas com deficiência: “devo ou não me candidatar às vagas não exclusivas para PCDs”?

Essa discussão, muitas vezes, deve-se à ideia que pessoas com deficiência têm sempre desvantagem em relação às pessoas sem deficiência no trabalho, sendo menos produtivas ou com menor qualificação, o que é um mito! Essa informação errônea ainda pode existir devido à percepções ultrapassadas que hoje não encontram respaldo na realidade: além do potencial de cada um, a formação das pessoas com deficiência avança, segundo dados do IBGE, mais rapidamente do que da população geral e há cada vez mais adaptações para auxiliar os que, eventualmente, precisem de apoio na realização de atividades e na convivência.

É importante dizer que quando uma vaga deve ser preenchida por uma pessoa de perfil compatível, isto não significa que o(a) candidato(a) não possa ser uma PCD, mas sim que a pessoa contratada deve estar de acordo com o perfil que a empresa procura e apta a realizar as atividades indicadas. Uma deficiência que não interfira nas aptidões do(a) profissional para o cargo ou que possa ser compensada por adaptações não deve ser considerada como algo que prejudique a candidatura à determinada vaga.

Cada vez mais as empresas estão preocupadas em contratar pessoas com deficiência que, além de estarem motivadas, estejam alinhadas à cultura da organização e que tenham requisitos adequados para os perfis das vagas em aberto. Então, acreditamos que as PCDs podem sim se candidatar para as vagas não destinadas especificamente a esse público, pois o que está em pauta não é a deficiência do(a) candidato(a), mas sim a qualificação técnica/profissional e motivação frente aos desafios que a vaga propõe.

Pela convivência e tendo trabalhado recrutamento e seleção ao longo de anos, vivenciando diariamente a qualificação e capacidade em exercer as mais diversas funções de profissionais com deficiência, a PCD+ entende que todos que se acharem dentro do perfil, aptos a exercerem as atividades e estiverem interessados numa vaga, devem se inscrever; mesmo que esta vaga não seja destinada exclusivamente a PCDs. E claro que pode haver fatores de acessibilidade limitantes, pois em alguns casos as empresas não conseguem oferecer, naquele momento, um ambiente acessível e condições para que todos os tipos e níveis de deficiências possam conviver e exercer suas atividades sem maiores dificuldades, porém incentivamos todos aqueles que se achem aptos para certa vaga a se inscrever e deixar que o processo seletivo, que avalia fortemente formação e experiência profissional, tome o seu curso natural.

Conheça mais sobre o que a PCD+ pode fazer por profissionais com deficiência e empresas inclusivas em https://pcdmais.com.br/servicos.

 

2 thoughts on “Devo me candidatar a uma vaga não destinada para pessoas com deficiência?

    • Equipe PCD+ says:

      Olá Gisele, tudo bem?

      Confira nas nossas redes sociais as vagas que estão sendo trabalhadas e inscreva-se nas que achar que é uma boa candidata! E boa sorte nos processos seletivos!

      At.,

      Equipe PCD+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *